Qual a importância da inspeção e manutenção de equipamentos na indústria?

A Norma Regulamentadora nº 12 (NR-12), do Ministério do Trabalho, estabelece os procedimentos a serem adotados pelas empresas para garantir a segurança e saúde do trabalhador. Para atender a essa norma, duas ações fundamentais são a inspeção e manutenção de equipamentos na indústria.

Assim, garantimos que máquinas e equipamentos estejam nos parâmetros de segurança, e acidentes sejam evitados. Ainda, seu bom funcionamento e operação mantêm a fluidez dos processos produtivos.

Então, preparamos este artigo para apresentar o que você precisa saber sobre os tipos de inspeção e manutenção, quais erros devem ser evitados e como a tecnologia pode ajudar nesse processo. Continue lendo e veja como manter máquinas e equipamentos em perfeitas condições!

Por que a inspeção e manutenção é tão importante?

A inspeção e manutenção de máquinas e equipamentos na indústria é indispensável, porque, mesmo que as operações sejam realizadas dentro de um limite seguro, há uma depreciação do maquinário, que acontece em função do uso.

Quando realizamos a inspeção e a manutenção identificamos esses desgastes e mudanças de configuração que podem levar a falhas de funcionamento. Quando erros assim acontecem, existem dois cenários possíveis.

Um deles é a ocorrência de acidentes que colocam em risco os trabalhadores; o outro é a interrupção de processos por causa da impossibilidade de uma máquina operar, levando a atrasos na produção e prejuízos.

Assim, a inspeção e manutenção de máquinas e equipamentos na indústria é fundamental para evitar problemas envolvendo a integridade dos colaboradores e perdas para a empresa. Isso em função da reposição de peças ou da própria máquina, e ainda pelos atrasos nas entregas.

Quais são os tipos de inspeção e manutenção de equipamentos na indústria?

Existem diferentes tipos de inspeção e manutenção de equipamentos na indústria. Cada um deles tem um objetivo, como prever falhas, evitá-las ou corrigi-las.

Inspeção sensitiva

Nessa inspeção é utilizado trabalho humano para analisar as máquinas e equipamentos. Para isso o técnico utiliza os próprios sentidos — visão, olfato e audição —, de acordo com o parâmetro que deseja investigar.

Por meio dessa inspeção é possível verificar, por exemplo, um ruído diferente, trinca ou desgaste de material, um cheiro que pode indicar vazamento de produto químico ou curto-circuito, e assim por diante.

Inspeção ou manutenção preditiva

É aquela que monitora uma máquina ou equipamento e acompanha seus parâmetros enquanto funciona. É realizada com o auxílio de outros equipamentos ou softwares, que farão medições e coletarão dados.

Monitorar, por exemplo, pressão, temperatura ou corrente elétrica é uma ação preditiva. Quando é identificada alguma alteração nos parâmetros considerados ideais, é feita uma análise mais detalhada e correção do problema.

Manutenção preventiva

É aquela em que fazemos a substituição de uma peça ou componente, a troca de fluidos ou mesmo uma limpeza, antes que o problema aconteça. É bastante aplicada em diversos setores da indústria, e muitas vezes segue um cronograma estabelecido pela própria empresa ou de acordo com as instruções do fabricante.

A grande vantagem da manutenção preventiva é que as intervenções são feitas com o objetivo de evitar danos ou falhas. Ao estabelecendo um cronograma, não é necessário interromper os processos produtivos porque as ações são realizadas no momento preestabelecido.

Manutenção corretiva

Esse tipo de manutenção não é tão recomendado, porque é realizado somente depois que um problema aconteceu. Porém, muitas vezes é necessário, por exemplo, diante de uma falha inesperada ocasionada por um fator externo ou mau uso de uma máquina ou equipamento.

O maior problema dessa manutenção é não ser prevista. Assim, pode oferecer grande risco de acidentes e acarretar custos altos, que podem impactar significativamente as finanças da empresa, dependendo da máquina que precisa de intervenção.

Quais erros devem ser evitados na manutenção e inspeção?

Um dos principais erros cometidos na inspeção e manutenção de equipamentos na indústria é esperar o problema acontecer. O ideal é monitorar o maquinário e inspecionar periodicamente de acordo com o cronograma, para garantir que esteja sempre em perfeito funcionamento.

Também, acontece de as inspeções e manutenções serem realizadas por colaboradores não especializados. É fundamental que a pessoa responsável por essas tarefas tenha conhecimento técnico para isso, a fim de ter certeza de que as intervenções serão realizadas de maneira assertiva, sem risco de dano para o equipamento ou os trabalhadores.

A falta do cronograma de inspeção e manutenção é mais um erro que precisa ser evitado. Nesse caso, quem perde é principalmente a empresa, por não estabelecer o melhor momento de realizar as intervenções. Como consequência, pode haver a interrupção dos processos ou gastos não programados.

Além de tudo isso, não ter as ferramentas e tecnologias necessárias para realizar a inspeção e manutenção de equipamentos na indústria pode causar sérios problemas. Todas as intervenções precisam ser realizadas corretamente para não danificar ainda mais o maquinário, e a tecnologia é uma grande aliada por possibilitar ações mais precisas.

Como inspecionar os EPIs?

Quando falamos em inspeção e manutenção de equipamentos na indústria é bastante comum pensar apenas nos maquinários de grande porte. No entanto, não podemos esquecer que os EPIs também precisam passar por inspeções.

A inspeção deve ser feita por um profissional capacitado e seguindo um cronograma. Ele pode respeitar o tempo de depreciação estimado para cada equipamento, e ainda considerando a intensidade de uso de acordo com as rotinas de cada empresa.

É válido ressaltar que existem diferentes tipos de EPI, cada qual destinado para um risco. Por isso, a inspeção deve ser feita conforme uma ficha de controle, que vai mostrar tudo o que precisa ser avaliado e quais foram as condições encontradas pelo avaliador.

São analisadas as condições do equipamento e outros fatores, como higienização, armazenamento, data de validade e se a documentação está em dia. Qualquer irregularidade precisa ser relatada e corrigida imediatamente, o que pode ser feito com a substituição do equipamento.

É válido ressaltar que a limpeza, o armazenamento e o modo de uso são fatores que podem danificar o EPI. Isso também pode acontecer quando um equipamento é utilizado para fins impróprios, o que leva ao seu desgaste acelerado e aumenta o risco de acidentes.

Portanto, além de estabelecer o cronograma de inspeção e elaborar uma ficha de controle, a empresa precisa oferecer treinamento aos colaboradores que utilizam esses EPIs. Mas um detalhe importante é garantir que o técnico em segurança do trabalho esteja constantemente monitorando os trabalhadores.

A tecnologia pode ajudar na inspeção e manutenção?

Você viu que a inspeção e manutenção de equipamentos na indústria pode ser realizada com auxílio da tecnologia. Como explicamos a respeito da manutenção preditiva, existem equipamentos e softwares que ajudam a monitorar maquinários para acompanhar seus parâmetros e garantir que sejam adequados.

Com a tecnologia fica mais fácil identificar pequenas falhas ou alterações antes que elas levem a danos significativos nos equipamentos. Com isso, prevemos possíveis situações para intervir de uma forma planejada e segura.

Tecnologias mais simples também podem dar uma contribuição significativa. Um sistema que registra a data de validade de um determinado lote de equipamentos, por exemplo, pode ser de grande ajuda.

Esse tipo de tecnologia é utilizada, também, para enviar alertas quando a manutenção preventiva de uma determinada máquina deve acontecer. Isso com base em suas horas de funcionamento, para troca de um determinado fluido, de correias ou engrenagens.

O importante é que você realize a inspeção e manutenção de equipamentos na indústria aplicando estratégias e explorando a tecnologia. Assim, as intervenções acontecerão no momento certo e garantirão um ambiente de trabalho mais seguro e evitando prejuízos para sua empresa.